SÓ ESCHER PARA JUNTAR BACH E PINK FLOYD

    COM OBRA EXPOSTA EM LISBOA Até 16 de Setembro, decorre no Museu de Arte Popular, junto ao Padrão dos Descobrimentos, a mostra de 200 gravuras do artista gráfico holandês Maurits CornelisEscher(1) [1898-1972], cujo surrealismo marcou o mundo da cultura, alargando-se à matemática, psicologia, alta costura, publicidade, etc. Basta descobrir a sua obra para perceber como…

A real boda

      Em mais um casamento-espectáculo a que a família real britânica já nos habituou, a new star was born – o bispo americano da Igreja Episcopaliana Michael Curry. Gavin Ashenden analisa o seu sermão num vibrante artigo publicado em Virtueonline e do qual Miguel Almeida Motta sublinhou alguns trechos que AD se permitiu…

O Bardo de Avon e a Igreja de Roma: A fé católica de Shakespeare emerge na sua poesia e nas suas peças

    John Henry Newman escreveu que Shakespeare tinha «tão pouco de protestante nele que os católicos, sem forçarem muito, têm sido capazes de o reclamar como seu». Hilaire Belloc, em consonância com Newman, sublinhou que «as peças de Shakespeare foram escritas por um homem claramente católico no pensamento». G. K. Chesterton chega à mesma…

O REI QUE TROUXE A ESPERANÇA AO POVO

  Monarca com uma inteligência notável e uma cultura e saber vastíssimos, D. Pedro V distinguiu-se dos demais. Profundo conhecedor das “pastas” e decidido a intervir na boa governação do Reino, como era seu dever, elevou-se em relação à classe política medíocre da altura, tornando-se odiado por esta e amado pelo povo. Cognominado “O Esperançoso”,…

O GRANDE ÁLBUM DA FAMÍLIA JUDAICA

    .  Desconstrução de uma história mítica: como foi «inventado» o povo judeu   Será que os judeus formam verdadeiramente um «povo»? Para esta velha questão o historiador israelita Shlomo Sand contribuiu com uma resposta actualizada. Segundo ele, ao contrário da crença popular há muito inculcada, a nação judaica não surgiu só da diáspora…