Timor: o grande crocodilo

Paulo Pires nasceu em Timor, filho de Manuel Caldeira de Sousa, liurai de Turiscai (etnicamente um mambai) e de Ludovina Caldeira Barbosa e nasceu em 15 de Agosto de 1946. Fez o ensino primário no Colégio D. Nuno Álvares Pereira, em Soibada, conhecida como a Coimbra de Timor. Seguiu para o seminário menor de Nossa…

O cair das máscaras

Num momento de lazer e abstracção, o zapping pelos canais televisivos leva-me a um documentário que explora o universo da cirurgia plástica nas suas vertentes reconstrutiva e cosmética. Todos conhecemos o percurso de figuras públicas, do meio artístico ou da sociedade festiva, que tentam desesperadamente parar o tempo submetendo-se a múltiplas intervenções que, demasiadas vezes,…

Pessoa e Joyce

O Portugal do imperialismo espiritual e a Irlanda caricatura do mundo[1]     Fernando Pessoa e James Joyce eram os dois ocidentais extremos (ou periféricos). Eram os dois escritores, os dois homens, os dois imaginaram nações a sós e a sós se transformaram em “toda uma Literatura.” Nasceram os dois ainda no século XIX, na…

PESSOA À JANELA, FREUD NO DIVÃ

    Nos seus comentários críticos[1] aos dois volumes de João Gaspar Simões intitulados Vida e Obra de Fernando Pessoa (1950), Eduardo Freitas da Costa chama a atenção para o facto de Gaspar Simões usar e abusar de uma abordagem freudiana, mesmo sabendo do que Pessoa pensava de Freud como abaixo veremos. Para Freitas da…